1 2 3 4 5

Aldeias de Basto e Lameira

  • Roteiro das Aldeias do Baixo TâmegaS
Pontuação
Ainda não tem opiniões registadas
4124 visualizações
Chart?chst=d map spin&chld=0
0 visitas
Latitude
41.26963569999999
Longitude
-8.082648800000015

Este percurso pelas terras de Basto tem início na Sede de Concelho de Celorico de Basto. Visite o bonito Parque de Lazer.

Este percurso pelas terras de Basto tem início na Sede de Concelho de Celorico de Basto. Visite o bonito Parque de Lazer.

Saia da Vila em direcção a Amarante pela Estrada Nacional 210, cerca de 1 quilómetro, depois de ter entrado na EN 210, vire à direita no cruzamento para Arnóia.

Irá percorrer alguns quilómetros nessa estrada, onde poderá observar alguns belos solares.

Quando se aproxima da Freguesia de Arnóia começa a ser visível, lá no alto, o seu Mosteiro.

Siga essa estrada e sobre o seu lado direito, há um acesso ao largo do Mosteiro. Estacione e vá visitar o mosteiro.

A Igreja encontra-se normalmente fechada mas é possível contemplar o seu exterior e visitar o claustro, onde se encontra instalada a Santa Casa da Misericórdia de Arnóia.

O Mosteiro encontra-se em Vias de Classificação. É um edifício dos Sécs. X, XI, XVII, XVIII e XIX. Possui uma igreja de planta longitudinal, de nave única, com capela-mor quadrangular mais estreita, torre sineira quadrangular, e dependências monacais. A igreja
possui um cadeiral ricamente entalhado, semelhante ao do Mosteiro de São Miguel de Refojos de Basto. Entre os elementos decorativos da igreja salienta-se um tímpano esculpido com Agnus Dei, da escola de Rates, e uma placa com a figura de São Miguel atacando a serpente. O mosteiro conserva ainda a cela onde viveu o Bispo de Grão-Pará, na sequência do desterro a que o votou o Marquês de Pombal. (DGEMN, IPPAR).

Após visitar este núcleo histórico volte à estrada principal e continue caminho sobre a direita em direcção ao Castelo.

Siga em frente até encontrar uma outra estrada, a qual terá que atravessar e seguir em frente para alcançar o Castelo e o núcleo antigo que o antecede.

Vá em frente e sobre o lado esquerdo, existe um caminho em terra que dá acesso ao Castelo. Estacione e vá visitar a pé o Castelo e o Pelourinho.

O pelourinho é um IIP Imóvel de Interesse Público, do Séc. XVI. Tem uma plataforma quadrada, de dois degraus, estando o primeiro parcialmente enterrado. Base circular, na qual se ergue coluna de fuste liso, de secção circular, com capitel boleado e remate em ábaco quadrangular coroado por pirâmide com cava na base. (DGEMN, IPPAR)

O roqueiro Castelo de Arnóia é Monumento Nacional do Séc. XI e encontra-se no cimo de um rochedo fragoso, perto das estradas que conduzem a Celorico de Basto e Fafe, nas quais se pode desfrutar de uma vista para a penedia alternando com o arvoredo denso da serrania. Na encosta Norte encontra-se a antiga forca, entre mata de pinheiros e carvalhos. Cerca de planta poligonal irregular, com torre de menagem quadrangular. Foi um importante castelo, cabeça das Terras de Basto, devendo a sua localização e importância relacionar-se com o Mosteiro de Arnóia. (DGEMN, IPPAR)

Quando terminar a visita a Arnóia volte à Sede de Concelho de Celorico de Basto.

A partir do centro siga pela variante ou EN 210, em direcção a Mondim de Basto. Saia no nó à direita, que dá acesso à Freguesia de Britelo para alcançar a próxima aldeia, Mosqueiros.

De volta à EN 210 vire à direita e segue no sentido Arco de Baúlhe até ao cruzamento de Molares com a EN 304. Siga em frente, em
direcção à Freguesia de Corgo para visitar a aldeia de São Romão.

Volte de novo à EN 304, vire à esquerda no sentido de Mondim de Basto.

A partir de Mondim de Basto, segue-se pela estrada nacional 312, a mesma que dá acesso à Sr.a da Graça, em direcção à Freguesia de
Atei. A poucos quilómetros irá encontrar um cruzamento à direita que vai directamente ao Alto da Sr.a da Graça. Aproveite e vá visitar. A estrada que lhe dá acesso tem um enquadramento paisagístico notável e lá no cimo é possível observar as Terras de Basto. Por aqui passa uma das etapas mais simbólicas da Volta a Portugal em Bicicleta.

“Sobre o grandioso vale, um estranho picoto de impressiva simplicidade e audácia como uma espécie de super pirâmide verde, coroada por um cisco de brancura. É o pico da Senhora da Graça, com a sua Ermida vizinha das nuvens...”

“... com o seu ar singular de mirante planetário, coroado não por um zigurate, de feição caldaica, mas por uma ermida branca profundamente familiar ao olhar de toda a gente que vive em terras de Basto e Ribatâmega.”
In Dionísio, Sant'Anna, “Ares de Trás-os-Montes”, Pag. 36, Porto, Lello & Irmão – Editores, 1977

Volte à estrada nacional 312 e vire à direita, em direcção a Atei. A Freguesia de Atei acompanha toda a nacional. Irá passar pela indicação de um estabelecimento Turismo Rural, a Casa Barreiro de Cima.

Siga sempre em direcção à Sede de Freguesia de Atei, até ao lugar do mesmo nome. Junto à estrada principal irá ver sobre a sua direita um pequeno núcleo recuperado com um adro e uma igreja.

Sobre o lado esquerdo existem alguns estabelecimentos comerciais, designadamente um posto de abastecimento de combustível, café e supermercado.

Siga em frente e vire à sua esquerda no cruzamento com a indicação para a Igreja Matriz. Dirige-se para o núcleo antigo de Atei.

Durante este trajecto vai-se aperceber da existência de uma grande concentração de belos solares e casas rurais.

Ao fundo dessa rua vai aparecer um largo com a Igreja Românica de Atei. Visite-a.

Foi edificada no Séc. XIV e possui planta longitudinal. A frontaria, tem um portal axial, simples, de duas arquivoltas, de arco abatido, decoradas com dentes de serra, círculos, meandros. Ladeando-as implantam-se duas mísulas de um anterior alpendre. As fachadas têm dois portais, simples, com uma arquivolta, de arco abatido, decorada com dentes de serra, círculos, meandros, ornamentação em espinha e figurações humanas toscas. O tecto da nave e capelas é em madeira de duas águas, e o da capela-mor curvo. Arco triunfal de volta perfeita, liso. Capela-mor com altar em talha pintada e dourada.

Possui junto à fachada lateral Sul, a residência paroquial e o corpo da sineira, quadrangular, em cantaria, com tanque rectangular e bicas tubulares encimadas por mísula com inscrição de data em numeração romana e a imagem pétrea de São Pedro. A Este da sineira, encontra-se o Cruzeiro dos Centenários. (IPPAR, DGEMN) - VC *

Siga as indicações da A7. Chegando a EN 205, já na Vila do Arco de Baúlhe, vire à esquerda, em direcção novamente às portagens da A7, até chegar a uma rotunda, ai vire na segunda saída para a EN 210 em direcção a Vila Nune. Visite a aldeia (23).

Retorne a Arco de Baulhe e siga no alcance a EN 206, com direcção a Fafe. Em Gandarela, depois de passar por cima do viaduto, sobre a A7, vire à direita no Caminho Municipal 1800 na direcção Basto S. Clemente. Passa-se Basto S. Clemente e continua-se no CM 1800
até à aldeia de Pereira.

Volte novamente ao cruzamento da Gandarela e tome a EN 206 em direcção a Fafe virando à direita, ande cerca de um quilómetro e vire à esquerda no cruzamento com a EM 615-1 em direcção a Rego, passa Rego e segue na direcção Borba da montanha, passa Borba e pouco antes de chegar a Carvalho vira à esquerda para o CM 1792 em direcção a Barrega.

Pontos do percurso

Não existem Geo-Artigos
Gráfico da altitude dos pontos do percurso