1 2 3 4 5

Marco de Canaveses e Envolvente

  • Roteiro Histórico-Cultural Tâmega-DouroS
Pontuação
Ainda não tem opiniões registadas
5253 visualizações
Chart?chst=d map spin&chld=0
0 visitas
Latitude
41.20779884307617
Longitude
-8.144565224647522

16 – IGREJA ROMÂNICA DE SANTO ISIDORO
MARCO DE CANAVESES - SANTO ISIDORO – Cruzeiro, Lg. Padre Manuel Gomes

Em vias de classificação. Acesso por dois portões de ferro, um a NO. e outro a SO., fronteiro ao cemitério, que constitui a entrada principal do adro; abrindo-se para uma primeira plataforma onde se implanta de cada lado uma araucária de grande porte. No adro, perpendicularmente ao muro separador do desnível das duas plataformas, surge o túmulo do Padre Justino, fundador da Irmandade das Almas. A imagem de Santo Isidoro é da autoria do mestre Teixeira Lopes, escultor do século XIX, da cidade do Porto. (DGEMN, IPPAR)

17 – IGREJA DE SANTAMARIA DE SOBRETÂMEGA
MARCO DE CANAVESES – SOBRETÂMEGA - Lugar do Pisão

IIP Imóvel de Interesse Público.
Edifício dos Sécs. XIII e XVIII. Situa-se na margem Sul do Rio Tâmega, destacando-se na paisagem por se erguer num pequeno morro, rodeada pelo rio em três frentes.
Tem planta longitudinal composta por nave única e capela-mor mais baixa e estreita, a que se adossa lateralmente a N., capela e sacristia.
Paralelamente à capela-mor, do lado N., eleva-se campanário.
Volumes escalonados com coberturas diferenciadas em telhado de duas águas na nave e capela-mor e de três na capela e sacristia.
Fachadas em aparelho isódomo de granito, com embasamento de cantaria. Remates diferenciados, em empena na fachada principal e na posterior, coroadas por cruz pátea; em cornija suportada por cachorrada simples nas fachadas laterais da nave e capela-mor; e em cornija sob beiral na capela e sacristia. Fachada principal rasgada por portal enquadrado por duas arquivoltas, em arco quebrado, com tímpano liso, assente em impostas salientes com esfera. Sob o portal, pequena fresta em capialço em frente à fachada posterior, encontram-se várias pedras tumulares medievais. (DGEMN, IPPAR)

18 – OBRAS DO FIDALGO / CASA INACABADA DE VILA BOA DE QUIRES
MARCO DE CANAVESES - VILA BOA DE QUIRES - Lugar de Pombal. Próxima da Casa de Vila Boa.

IIP Imóvel de Interesse Público.
Fachada do Séc. XVIII. Constituída quase apenas pela fachada principal, inacabada, em ruínas e com grande profusão de detalhes decorativos, o que lhe confere imponência. A fachada era rematada por torreões e tinha sessenta metros de comprimento.
Notam-se referências a Nasoni. É considerada uma das mais extensas fachadas barrocas da arquitectura portuguesa. (DGEMN, IPPAR)

19 – IGREJA DE VILA BOA DE QUIRES / IGREJA DE SANTO ANDRÉ
MARCO DE CANAVESES - VILA BOA DE QUIRES -Lugar da Igreja

MN Monumento Nacional. Edifício do Séc.XIII implantado num socalco, de planta longitudinal composto por nave única e capela-mor rectangular. portal de quatro arquivoltas, assentes em oito colunelos cilíndricos com capitéis esculpidos e imposta; tímpano sobre duas cabeças de ovídeos.
Interior com coro-alto, púlpito quadrado no lado do evangelho e dois altares laterais, de talha.
Capela-mor com lambril de azulejos do tipo seiscentista (azuis, brancos e amarelos). Retábulo-mor de talha e cobertura em abóbada com frescos de estilo neoclássico. (DGEMN, IPPAR)

20 – CONJUNTO: PELOURINHO DE CANAVESES; CAPELA DE SÃO LÁZARO; CRUZEIRO DO SENHOR DA BOA PASSAGEM; IGREJA DE SÃO NICULAU; ALBERGARIA DE CANAVESES

Pelourinho de São Nicolau de Canaveses / Pelourinho de Marco de Canaveses
MARCO DE CANAVESES - S. NICOLAU - Lugar do Pelourinho

MN Monumento Nacional. Ocupa uma plataforma de pavimento térreo, delimitada por um muro de suporte em granito, ao lado da via que conduzia à antiga ponte de Canaveses - rua de Canaveses.
Pelourinho é constituído por um embasamento de três degraus de planta quadrada, que assenta uma base monolítica quadrangular, possuindo um orifício central para encaixe da coluna com fuste cilíndrico, monolítico, com colarinho. (DGEMN, IPPAR)

Capela de São Lázaro
MARCO DE CANAVESES - S. NICOLAU - Lugar de Ordem

IIP Imóvel de Interesse Público.
Edifício do Séc. XVIII situado na margem direita do Tâmega junto do adro da igreja de S. Nicolau. Mais acima e a S. ergue-se o cruzeiro alpendrado do Senhor da Boa Passagem. A Capela quase de costas para o Rio voltava-se para a antiga estrada de ligação ao Marco de Canaveses. Pequena capela, composta, com nave única rectangular precedida por alpendre quadrangular. Interior muito singelo com pequeno altar de talha; cobertura de madeira em três panos. (DGEMN, IPPAR)

Cruzeiro do Senhor da Boa Passagem
MARCO DE CANAVESES - S. NICOLAU - Lugar da Ordem

IIP Imóvel de Interesse Público.
Cruzeiro do Séc. XIX sobranceiro à Igreja de S. Nicolau. Crucifixo inserto num alpendre, estando a imagem enquadrada por um vão rectangular rasgado na parede da retaguarda rematado por um dintel em arco abaulado, sendo colocado sobre uma base decorada com uma vieira, sobre a qual se menciona, numa inscrição de três regras, o Sr. da Boa Passagem. Este padrão ficava junto à entrada da velha ponte românica (destruída em 1944) e ao lado da capela de S. Lázaro, integrado na antiga Rua de Canaveses, arruamento principal do extinto concelho de Canaveses. (DGEMN, IPPAR)

Igreja de São Nicolau
MARCO DE CANAVESES - S. NICOLAU - Lugar da Ordem

IIP Imóvel de Interesse Público.
Edifício dos Sécs. XIII, XVI e XVIII Implanta-se paralelamente ao rio Tâmega, na margem Norte, com pequeno adro fronteiro murado.
Nas suas proximidades, erguem-se a Capela de São Lázaro e o Cruzeiro do Senhor da Boa Passagem e, na outra margem do rio, a Igreja de Santa Maria sobre o Tâmega. No alpendre da Capela de São Lázaro, foram colocadas várias pedras tumulares com inscrições que pertenciam ao pavimento da igreja, assim como uma estela funerária; no interior desta capela estão ainda os retábulos colaterais, do século XVIII e o altar em forma de urna. (DGEMN, IPPAR)

Museu Municipal Carmen Miranda
Marco de Canaveses – Alameda Doutor Miranda da Rocha

Museu inaugurado em 1985 é dedicado a esta cantora e actriz brasileira que nasceu no Marco de Canaveses. O museu apresenta exposições temporárias e permanentes relacionadas com pintura, escultura e cerâmica.

21 – IGREJA DE SANTA MARIA (Arq. Siza Vieira)
MARCO DE CANAVESES - FORNOS

Em vias de classificação. Igreja de Santa Maria, paroquial da Freguesia de Santa Marinha de Fornos do Concelho de Marco de Canaveses é, também, a igreja de Siza. Edifício construído entre 10 de Abril de 1994 a 7 de Julho de 1996. Arquitecto: Álvaro Siza Vieira. (DGEMN, IPPAR)

22 – CASA DOS ARCOS
MARCO DE CANAVESES - RIO DE GALINHAS - Lugar de Arcos, R. da Cerca

IIP Imóvel de Interesse Público.
Paradigma da arquitectura setecentista da região. Edifício de planta em L de dois pisos. Os arcos do r/c são de volta perfeita e os do 1º piso de arco abatido. De cada lado das arcadas, no piso superior uma janela rectangular. Nas proximidades e junto ao ângulo do edifício integra-se um brasão artístico com as armas da família que a erigiu e que actualmente a possui (Almeida Peres). Nas traseiras da Casa dos Arcos, existe uma outra Casa, designada por Casa do Outeiro, com um grande portal de entrada mas muito descaracterizada. Possui numa das salas do corpo principal uma fonte embutida numa parede. (DGEMN, IPPAR)

23 – CASA DO RIBEIRO
MARCO DE CANAVESES – TABUADO - Toutosa

Em vias de classificação. Edifício dos Sécs. XIV e XVII. Casa solarenga da época de D. João V. Das extensas varandas em granito disfruta-se excelentes panorâmicas sobre o Tâmega. Tem uma capela joanina consagrada a Santa Rita, com tecto apainelado com pinturas e talha dourada. O espaço interior é marcado por tectos em masseira ou de gamela. O do salão principal é pintado e ostenta ao centro um brasão. Do portal de acesso ao terreiro figuram os brasões dos Rangéis e dos Pamplonas. (DGEMN, IPPAR)

24 – TORRE DE NEVÕES

MARCO DE CANAVESES – TABUADO - Lugar de Nevões

IIP Imóvel de Interesse Público.
Edifício dos Sécs. XVI, XVII e XVIII integrado num complexo turístico.
Conjunto de planta composta, de dois corpos dispostos em L, um dos quais uma torre ameada. A torre, de planta rectangular, com r/c e dois pisos, apresenta indícios de várias reconstruções e enxertos é coberta com um telhado de quatro águas, apresenta no topo cinco gárgulas, sendo rematada por merlões manuelinos em todas as fachadas. (DGEMN, IPPAR)

25 – IGREJA PAROQUIAL DE TABUADO / IGREJA DO SALVADOR
MARCO DE CANAVESES – TABUADO - Lugar da Igreja, EN 105-5 ao Km 11.860

IIP Imóvel de Interesse Público.
Edifício do Séc. XII que sofreu alterações nos Sécs. XII, XV e XVII.
Possui um portal com três arquivoltas, cujos arcos assentam em colunas decoradas com motivos zoo e fitomórficos. Conserva ainda a cachorrada. Por detrás do retábulomor neoclássico, existe um notável fresco do Séc. XV. (DGEMN, IPPAR)

26 – ESTAÇÃO ARQUEOLÓGICA DO FREIXO - TONGOBRIGA
MARCO DE CANAVESES - FREIXO

MN Monumento Nacional. Povoado romano, denominado Tongobriga, que extravasa largamente o perímetro do pré-romano.

Do povoado romano a zona habitacional escavada, a Norte junto à igreja, revelou algumas casas compostas de vários compartimentos de planta rectangular, alguns centrados em páteos lajeados. Junto a esta zona, num afloramento conserva-se um lagar escavado na rocha.

Próximo da igreja, encontram-se dois núcleos de sepulturas escavadas na rocha. A zona termal é a mais conhecida, com uma área global de cerca de 1400 m2. Era constituída por um frigidarium, uma natatio descoberta e um pórtico envolvente. No espaço contíguo às termas, a Este, encontra-se um pequeno balneário pré-romano com um forno de planta circular, câmara de aquecimento rectangular, ligada à antecâmara por uma pedra formosa. Precedendo as termas, a Sul, poderá encontrar-se a Palestra, da qual se passaria para o Forum, a Oste, por uma porta. No espaço central do Forum encontram-se alguns elementos arquitectónicos do que poderá ter constituído um templo. Em 1981 instalou-se um centro de investigação e em 1990 a Escola Profissional de Arqueologia. (DGEMN, IPPAR)

Pontos do percurso

Gráfico da altitude dos pontos do percurso