• Marco de CanavesesS
  • TermasS
Pontuação
Ainda não tem opiniões registadas
4024 visualizações
Chart?chst=d map spin&chld=0
0 visitas
Morada
Cadas De Canaveses
Lugar: Sobretâmega
Freguesia: SOBRETÂMEGA
Concelho: MARCO DE CANAVESES

4635
Latitude
41.201588
Longitude
-8.16275
As Caldas de Canaveses localizam-se na região de Marco de Canaveses, no distrito do Porto. A estância oferece a beleza ímpar da paisagem natural em que se encontra integrada, na margem do rio Tâmega. As suas águas mineromedicinais, que brotam de duas nascentes, estão especialmente indicadas no tratamento de várias dermatoses, reumatismos, doenças respiratórias crónicas e em certas afecções ginecológicas. . As águas de Caldas de Canaveses brotam a meio de uma íngreme encosta, sobranceira ao rio Tâmega e na sua margem direita, um pouco a jusante da confluência do rio Odres. A região onde se encontram estas nascentes é constituída por granito, pertencendo à grande mancha que abrange parte das províncias da Beira Alta, Minho e Trás-os-Montes. Trata-se de um granito grosseiro de 2 micas, com predominância da biotite, verificando-se a sua caulinização profunda nalguns sítios. A instalação destes granitos foi condicionada por alinhamentos estruturais profundos NW-SE. Nos terrenos circundantes encontram-se calcários cristalinos, xistos antigos e filões de metais sulfurosos. Estas águas brotam de 2 nascentes, uma denominada Principal e a outra denominada Bica do Banho, que emergem próximo uma da outra por simples diaclases do granito. Estas águas parecem estar relacionadas com a grande falha, com orientação geral N220º, a que pode atribuir-se a formação do vale do Tâmega e parte do vale do Douro. Segundo a Carta Neotectónica de Portugal Continental (1988) esta falha é uma provável falha activa. Paixão, C. (1991) identificou localmente 3 famílias de falhas: * + N 300º, que está ligada a alinhamentos estruturais profundos, tendo sido reactivada posteriormente; * + N 240º, que enquadra o vale do rio Tâmega, considerado como provável falha activa; * + N/S, associada a fracturação frágil tipo riedel, sendo localmente menos visível. Segundo este autor, as famílias de fracturas citadas, associadas a eventuais fendas de descompressão, condicionam o circuito termal das Caldas de Canaveses. Foram referenciadas pelo Dr. José Cláudio Paixão (1991) os seguintes pontos de água sulfúrea, na área envolvente das Caldas de Canaveses: na margem esquerda do Rio Tâmega, junto à povoação de Pontinha: * Uma das emergências foi desviada para um fontanário na própria povoação de Pontinha. Problemas de fluorose dentária levaram a Junta de Freguesia a proceder a obras de separação entre a água sulfúrea e a água do aquífero freático, que até aí eram captadas conjuntamente; * Outra ocorre em plena E.N. 210; * A outra, presentemente submersa no leito do rio Ovelha, funcionava localmente como Termas dos Pobres. na margem direita do Rio Tâmega: * Ocorre no lugar de Andrães de Baixo, no rio Odres. Esta ocorrência está controlada por falha N-S. Informação retirada de: e-Geo - Sistema Nacional de Informação Geocientífica / INETI